Cinema: Cinquenta tons de cinza


Finalmente!! O filme mais esperado de todos os tempos, para quem leu e amou a trilogia de E.L. James, a escritora que em 2013 entrou para a lista da Forbes como uma das escritoras mais bem pagas do mundo, tamanho foi o sucesso dessa história envolvente até a última palavra.

Eu adorei o filme. Mas o livro eu AMEI.

O filme está envolvente.. tanto que 125 min de filme passaram muito rápido.. e quando acaba a gente diz: nãoooooo, mas já? Porém senti falta da intensidade toda que está contida no livro.

Para quem não leu o livro, vai ficar a sensação de “não acredito que acabou”. Calma, gente.. é claro que tem mais.. e a história vai muito mais além e é por isso que terá mais dois filmes na sequência.

Lembre-se que o bom filme não é aquele que termina da forma como você espera, mas sim aquele que te deixa com uma insatisfação de quero mais.

Confesso que estava muito resistente com esse ator, Jamie Dornan..

Jamie Dornan

.. quando a gente esperava mesmo Matt Bomer..

Matt Bomer

.. mas Jamie mandou bem pra caramba. Vocês vão ver.

Aliás.. vão ver! É uma ordem.. do maravilhoso Grey!

BeijoMeu!

Anúncios

Cinema: A Teoria de Tudo


O cinema é um local que me atrai por si só pelo seu contexto. É um dos meus passeios favoritos 🙂

Mais do que um filme sobre como ser gênio e ser brilhante (não é pleonasmo!), o filme conta a história de Jane e Stephen Hawking, este hoje com 73 anos de idade.

Uma mente privilegiada em um corpo doente de um ser humano incrível.

Em seus estudos, fez descobertas importantes e reconhecidas sobre o tempo. E me deixou com uma vontade imensa de ler sua publicação, que vendeu milhões de cópias pelo mundo: Uma breve história do tempo.

Nas palavras da minha amiga: “Poético, polêmico e bem-humorado….me surpreendeu.”

E eu chorei porque gostei demais da história.

Baseado na biografia de Hawking, é uma linda história sobre o amor e superação.

Vale a pena assistir.

“Não deveria haver fronteiras ao esforço humano. Enquanto houver vida, haverá esperança.”

BeijoMeu!

Cinema: Relatos Selvagens


Quer um conselho? Não assista! Ahahahahahahaha.

Foi só eu dizer que estava com sorte nos filmes e charannn!

Minha amiga e eu havíamos escolhido outro filme, tínhamos acabado de ver a programação no site do Kinoplex, porém chegando lá, estava tudo diferente.. =/

Só tinha esse filme.. não lemos nada sobre ele. Nem a capa animou. Mas enfim.. já estávamos lá..

Haviam pouquíssimas pessoas e duas foram embora na metade.

Nós ainda aguentamos esperar.

São seis relatos, supostamente selvagens. Não se trata de uma história contínua.. cada história tem seus próprios personagens. E cada uma história é mais sem pé nem cabeça que outra.

1. Avião: Não da pra contar nada. Se é que você insiste em surpresas..

2. Bar na beira da estrada. E uma senhora que compra a briga de sua funcionária e vai presa. #dó #sqn

3. Briga na rodovia deserta: Dois imbecis que brigam e morrem abraçados. Sim.. MORREM.

4. Ricardo Darín como Bombita (kkkkkkkkkkk).. em fúria em uma saga com as autoridades (CET da Argentina) que guincham seu carro a cada 5 minutos. #merda

5. Uma história de pais ricos que tentam livrar o filho da culpa de um acidente que resultou na morte de uma grávida e seu bebê. #sono..

6. Festa de casamento com traição, briga, babado e baixaria.. e é a menos pior das histórias. Mas mesmo assim.. a atriz muito boa, só!

Eu simplesmente pensava: pare, que eu quero descer!

A gente ria pra não chorar… teria certamente sido melhor ver o filme do Pelé! Viu, Maradona?

A parte boa do filme, foi somente o idioma. Eu AMO espanhol. ❤

Gosto não se discute.. mas sinceramente tem gente que não tem gosto.

Cruzes.

Pior filme que já assisti. E foi campeão de bilheteria. #OI???

Não merecia nem foto.. mas segue:

#ficaadica

BeijoMeu!